31 agências bancárias de Juiz de Fora são notificadas por conta de descumprimento de protocolos sanitários 
Cancelar

 

31 agências bancárias de Juiz de Fora são notificadas por conta de descumprimento de protocolos sanitários

Sindicato reforça preocupação com a saúde da população e posiciona-se contrário à ampliação do horário de funcionamento das agências, proposta de entidades patronais do município

Na quarta-feira, 13, agências bancárias de Juiz de Fora foram alvo da equipe de Fiscalização pela Vida, da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora. As fiscalizações fazem parte das ações estabelecidas pelo Fórum em Defesa da Vida, programa que estabelece os cuidados necessários ao enfrentamento da pandemia no município.

De acordo com informações publicadas no site da Prefeitura de Juiz de Fora, 31 agências bancárias foram notificadas e os gestores receberam orientações sobre os protocolos sanitários que devem ser seguidos para o funcionamento das atividades e a prevenção da contaminação nos espaços.

Ainda conforme o site, os estabelecimentos comprometeram-se a colaborar para reduzir o fluxo e a permanência de clientes dentro das agências. Ficou estabelecido também que os bancos devem demarcar o espaço de dois metros de distanciamento entre as pessoas na fila.

O Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da Zona da Mata e Sul de Minas, SINTRAF JF, reafirma sua preocupação com o alto índice de contaminação nas agências. A entidade, desde o início da pandemia, tem denunciado as negligências das instituições financeiras para com o cumprimento dos protocolos sanitários. 

O secretário geral do SINTRAF JF, Robson Marques, lembrou que, inicialmente, a defesa da entidade era pelo fechamento das agências, por serem locais altamente propícios à contaminação. O que não aconteceu. "De um modo geral, somos umas das categorias com os maiores índices de contaminação. Para nós, observando o aumento no número de casos de Covid-19 e internação na cidade, a solução para preservar a saúde dos funcionários e clientes é o lockdown. Mantendo as agências todas fechadas por uma semana ou quinze dias, com todas as operações em formato digital, caixas eletrônicos e canais alternativos.". Robson pontua que a fiscalização do sindicato permanece e que os funcionários devem entrar em contato e denunciar casos de negligências, descumprimento de medidas protetivas que coloquem em risco à saúde de todas e todos.

Ampliação do funcionamento das agências

Uma notícia que vai contra tudo que o movimento sindical e os órgãos públicos de fiscalização e saúde do município tem defendido é a ampliação do horário de funcionamento das agências. Questionado sobre a reivindicação de sindicatos, associações e entidades patronais da cidade, intitulados de Comitê de Recuperação Econômica (Corec), para a ampliação do expediente bancário, o secretário do SINTRAF JF ressaltou que a preocupação do sindicato dos trabalhadores do ramo financeiro é com as vidas e não com a alta lucratividade, uma vez que o mundo enfrenta uma crise sanitária sem precedente. "Somos contrários à essa ampliação! Essa proposta não foi dialogada com o movimento sindical da categoria bancária, tão pouco com os bancários e bancárias. Consideramos uma afronta, um desrespeito à nossa entidade, à categoria que está aí trabalhando desde o início da pandemia, sem descansar, ficando doente, vendo familiares adoecerem, alguns até mesmo perderem suas vidas. Pra nós essa atitude não é o caminho correto para o momento.".

Diante de tal proposta, a direção do sindicato encaminhou solicitação de reuniões aos vereadores que se mostraram sensíveis à causa dos trabalhadores bancários. O objetivo é discutir a proposta das entidades patronais que foram encaminhadas ao vereador Carlos Alberto Mello (Casal, PTB), conforme publicado no Jornal Tribuna de Minas do dia 13, e apresentar os dados e motivos que fazem o SINTRAF JF ser contrário e defender o cuidado com a vida dos trabalhadores. Até o fechamento da matéria, os vereadores do PT, Juraci Scheffer (presidente da Câmara) e Laiz Perrut, já haviam confirmado as reuniões para a próxima terça-feira, dia 19 de janeiro.