Agências do INSS sem data para retorno 
Cancelar

 

Agências do INSS sem data para retorno

Atendimentos se mantém pelos canais de comunicação e diretora de Saúde faz alerta

As agências do INSS de Juiz de Fora seguem sem data para retorno dos atendimentos presenciais. O impasse para reabertura das agências vem desde o dia 14 de setembro quando a Associação Nacional de Médicos Peritos orientou para o não retorno dos profissionais alegando que as unidades não estavam adequadas para receber os usuários e servidores. Situação que gerou indignação entre os trabalhadores que aguardam por perícias médicas para requerer benefícios e outros serviços.

Em nota enviada ao Jornal Tribuna de Minas (publicada em matéria no dia 21 de setembro), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que as agências em Juiz de Fora estão passando por readequações nos espaços físicos para poderem ser reabertas ao público. 

De acordo com o INSS, as readequações nas agências da cidade têm o intuito de “promover uma segurança sanitária adequada para segurados e servidores”.

Ainda sem data para a reabertura, a orientação é para que segurados e pessoas que queiram dar entrada aos pedidos de benefício utilizem os canais de comunicação do INSS, Meu INSS (aplicativo e site) ou ligando para a central 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h.

A cobertura do Jornal Tribuna de Minas sobre a situação dos segurados e trabalhadores, trouxe críticas ao atendimento remoto neste período de pandemia, principalmente aos canais de comunicação e as falhas recorrentes no sistema.

Auxílio-doença

A diretora de Saúde e Condições de Trabalho do SINTRAF JF, Taiomara N. de Paula, também vem acompanhando os bancários que precisam de atendimentos durante a pandemia. Ela faz um alerta para quem requereu auxílio-doença durante a pandemia e não passou em perícia médica: "O INSS, através de sua Diretoria de Benefícios, publicou o Edital nº 1/2020 no qual estabelece prazo para marcação de perícia presencial aos requerentes de benefício de auxílio-doença que efetuaram solicitação a partir de 01/02/2020 e não tiveram a avaliação médica realizada ou que tiveram o requerimento de antecipação indeferido. Para estes será garantido o direito a retroação da data de entrada do requerimento para a data do primeiro requerimento efetuado, visando corrigir distorções verificadas no cálculo de renda e tempo de duração dos benefícios concedidos através da antecipação, bem como propiciará a identificação e correção de eventuais indeferimentos indevidos.". 

Segue abaixo o edital na íntegra:

"A Diretoria de Benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, nos termos do Art. 4º da Portaria Conjunta nº 47, de 21 de agosto de 2020, comunica aos requerentes de benefício de auxílio-doença que efetuaram solicitação a partir de 01.02.2020 e não tiveram a avaliação médica realizada ou que tiveram o requerimento de antecipação de auxílio-doença de que trata a Lei nº 13.982/2020 indeferido, a possibilidade de nova solicitação de auxílio-doença com marcação de perícia presencial no prazo de 30 (trinta) dias a contar da reabertura das unidades de atendimento. Neste prazo, será garantida a retroação da data de entrada do requerimento para a data do primeiro requerimento efetuado.
 A solicitação deverá ser efetuada por meio dos canais remotos, seja pelo Meu INSS ou pela Central 135 de teleatendimento.".

A diretora reforça que em caso de dúvidas sobre essa situação ou outras questões, o bancário deve procurar o sindicato para receber as devidas orientações.