Caixa Econômica em Juiz de Fora registra seu primeiro caso positivo de Covid-19, bancária estava assintomática 
Cancelar

 

Caixa Econômica em Juiz de Fora registra seu primeiro caso positivo de Covid-19, bancária estava assintomática

Ao todo, já são 19 casos confirmados na categoria bancária em Juiz de Fora

Mais um caso de Covid-19 confirmado em Juiz de Fora, desta vez, na agência da Caixa Econômica da Rua Padre Café, no São Mateus.  Os trabalhadores da agência já estão afastados e permanecerão no distanciamento social por 7 dias, podendo este período ser prorrogado em caso de aparecimento de sintomas. A agência não precisará ser fechada, uma vez que devido ao sistema de rodízio, o último dia que a bancária esteve no local foi na última sexta-feira, 29, quando ocorreu a higienização da agência, estando esta semana em home office. Portanto, a unidade se encontra funcionando normalmente com outra equipe de trabalho.
De acordo com a vice-presidente do Sintraf, Livia Terra, a limpeza das unidades já está reforçada desde o início da pandemia no Brasil. A partir do pagamento do auxílio emergencial, a higienização foi ainda mais reforçada.
O caso desta bancária levanta uma preocupação pela falta de testagens entre a categoria. Segundo Lívia, este é o primeiro caso de contágio na Caixa, porém, ela destaca que a empregada encontrava-se assintomática e somente fez o exame porque necessitava se encontrar com familiares. “Se não fosse o motivo particular, a empregada estaria trabalhando normalmente e, provavelmente, contagiaria outros empregados e clientes”,  afirma.
O sindicato vem cobrando da Fenaban, em mesa de negociação nacional, a testagem da categoria para monitorar o contágio entre os bancários. “Tal caso só vem reforçar nossa reivindicação, pois é possível que existam muitos casos semelhantes Brasil afora, sem que haja o diagnóstico correto e o afastamento do trabalhador assintomático” conta. 
Lívia lamenta que os bancos propagam a todo tempo que estão contribuindo com milhões de testes para o país, mas não são capazes de testar seus próprios funcionários. “Desta forma, contribuem, não para o controle da pandemia, mas pela sua disseminação entre empregados e clientes em seus ambientes insalubres”, explica a diretora.
Conforme a diretora de saúde e condições de trabalho do Sintraf-JF, Taiomara Neto de Paula, ao todo, já são 19 casos confirmados na categoria bancária em Juiz de Fora. “Já tivemos grandes avanços na mesa de negociações de Saúde, mas isso só reafirma que precisamos continuar lutando para que os bancos adotem as medidas de reivindicações de prevenção e proteção para a categoria”, afirma.