Categoria conquista proposta sem nenhuma retirada de direitos 
Cancelar

 

Categoria conquista proposta sem nenhuma retirada de direitos

Num cenário desfavorável, comando avalia como positiva a proposta e orienta pela aprovação

Após 14 rodadas de negociação, o Comando Nacional d@s Bancári@s e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) conseguiram fechar uma proposta que garante que nenhum direito da categoria seja derrubado. Também prevê reajuste de 1,5% para salários, com abono de R$ 2 mil para este ano. Para 2021, os bancos propõem reajuste da inflação e ganho real de salário de 0,5%.

Em uma conjuntura desfavorável para a classe trabalhadora, os integrantes do Comando Nacional acreditam que a categoria mostrou sua força, garantindo uma proposta que mantém todas as conquistas históricas da categoria. 

No domingo, 30, às 20 horas, sindicatos de todo o país realizaram assembleias para debater a proposta e tirar dúvidas dos bancários. As assembleias, no formato online, seguem até às 23h59 de hoje (31). O objetivo é que a categoria avalie a proposta. A orientação do Comando é pela aceitação da proposta.

Para votar, os bancários da base do SINTRAF JF, devem acessar o banner do Vota Bem no topo direito do site do sindicato (www.bancariosjf.com.br) ou diretamente pelo link:

https://bancarios.votabem.com.br/

A diretoria do SINTRAF JF está à disposição para dúvidas e esclarecimentos sobre a proposta.

Confira como ficaram os principais pontos da CCT:

  • Reajuste de 1,5% e abono de R$ 2.000,00 em 2020.

  • Reposição integral da inflação (INPC/IBGE), mais 0,5% de aumento real em 2021 para os salários e todas as verbas.

  • PLR 2020 – PLR regra básica – 90% do salário mais R$ 2.524,62 limitado a R$ 13.543,37. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 29.795,39.

  • PLR parcela adicional – 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 5.049,25.

  • Antecipação da PLR – Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva. Regra básica – 54% do salário reajustado em setembro de 2020, mais fixo de R$ 1.514,78, limitado a R$ 8.126,01 e ao teto de 12,8% do lucro líquido – o que ocorrer primeiro. Parcela adicional equivalente a 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2020, limitado a R$ 2.524,62.

  • PLR 2021 – Para PLR e antecipação da PLR- mesmas regras, com reajustes dos valores fixos e limites pelo INPC/IBGE de setembro/2020 a agosto/2021, acrescido de aumento real de 0,5%, com data de pagamento de pagamento final até 01/03/2022.

  • Pisos 2020

Piso portaria após 90 dias – R$ 1.699,49.

Piso escritório após 90 dias – R$ 2.437,79.

Piso caixa/tesouraria após 90 dias – R$ 3.293,13 (salário acrescido de gratificação, mais outras verbas de caixa).

  • Vales e Auxílios 2020

  • Auxílio-refeição – R$ 37,71.

  • Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta – R$ 653,60

  • Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) – R$ 502,00

  • Gratificação de compensador de cheques – R$ 189,22.

  • Requalificação profissional – R$ 1.685,39

  • Auxílio-funeral – R$ 1.130,87.

  • Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto – R$ 166.599,06

  • Ajuda deslocamento noturno – R$ 116,62.

  • 2021 – Os valores vigentes em 31/08/2021 serão reajustados pelo INPC/IBGE de setembro/2020 a agosto/2021, acrescido de aumento real de 0,5%.

Obs.: Nos itens corrigidos pelo INPC, considerou-se a mais recente estimativa do Banco Central do Brasil para a data-base, de 2,74%.Veja como ficaram os principais pontos da CCT.

A partir do debate sobre teletrabalho, o Comando Nacional conseguiu construir o consenso entre os bancos de que a categoria deva continuar em teletrabalho durante até a duração da pandemia.

Fonte: SINTRAF JF com informações da Contraf-CUT