Luta contra a reestruturação do BB 
Cancelar

 

Luta contra a reestruturação do BB

Sindicato faz ato contra o desmonte do banco público, fechamento de agências e demissões de 5 mil bancários

O Banco do Brasil anunciou no início da semana um pacote de medidas que prevê o fechamento de 361 unidades, sendo 112 agências, 7 escritórios e 242 Postos de Atendimento (PA) até o primeiro semestre de 2021. 


Em resposta a esse pacote de maldades da direção do banco em plena pandemia, o movimento sindical realizou diversas mobilizações. Além de um tuitaço nacional nessa sexta-feira, as entidades promoveram atos em agências do BB de todo o país.

Respeitando as medidas de prevenção ao contágio da Covid-19, diretores do SINTRAF JF, representantes de sindicatos de outras categorias e o presidente da CUT Regional Zona da Mata, Reginaldo Freitas, manifestaram a indignação contra a nova reestruturação do BB em frente à agência do banco (0024) na Rua Halfeld, centro de Juiz de Fora.
Nas falas os dirigentes denunciaram as consequências do desmonte do banco: desemprego e precarização dos atendimentos. O sindicato também colou cartazes na agência e publicou em sua página do Facebook uma carta aberta à população esclarecendo a reestruturação faz parte da estratégia do Governo Federal de sucatear o banco e privatizá-lo.

O presidente do SINTRAF JF e funcionário do BB, Watoira Antônio, ressaltou que em nenhum momento o banco dialogou com os trabalhadores sobre as medidas. Watoira relata que a imposição é prática do BB que descomissiona funcionários, troca trabalhadores de cidade, promove Plano de Demissão Voluntária (PDV) que aumentará a taxa de desemprego no país, afundada em uma crise sanitária, social e econômica sem precedentes. "É uma covardia! Estamos em contato com a Comissão dos Funcionários para articularmos mais ações e tentarmos barrar essas crueldades com os funcionários do BB. Os trabalhadores estão desesperados! No início do ano o trabalhador já está cheio de incertezas com relação ao futuro. ". 

O sindicato planeja realização de plenárias para que os funcionários possam sanar dúvidas e a categoria organização à resistência a mais esse ataque.