Nota de Repúdio - Contra a privatização do Hospital Dr. João Penido 
Cancelar

 

Nota de Repúdio - Contra a privatização do Hospital Dr. João Penido

Proposta do Governo Zema coloca em risco o caráter público dos atendimentos realizados no hospital, referência na região

A Central Única dos Trabalhadores – CUT Regional Zona da Mata vem a público REPUDIAR a iniciativa do Governador Romeu Zema do partido Novo que através da Fhemig propôs a PRIVATIZAÇÃO do Hospital Regional João Penido (HRJP). Acreditamos no caráter público do nosso Hospital e na importância da promoção de saúde pública de qualidade para todes sem distinção de classe. No dia 28/12/2021, o governador Romeu Zema anunciou que iria entregar o Hospital Regional João Penido (HRJP) que atende 94 municípios da macrorregião Sudeste de Minas Gerais, nos níveis secundário (consultas médicas especializadas) e terciário (internações) de saúde, além da realização de exames específicos. Os serviços oferecidos são gratuitos, financiados 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A justificativa é que dessa forma iria garantir o atendimento primário para a população dos bairros próximos. Romeu Zema mente ao dizer que pensa na população. Se de fato busca o melhor para o povo, ao invés de entregar para a iniciativa privada, ele deveria equipar melhor o Hospital, ampliar a equipe e garantir atendimento à população da região. O que será feito dos profissionais que trabalham no João Penido? Aqueles que não assinarem o documento de cessão poderão ser transferidos impossibilitando o exercício de sua função perto de suas famílias. Isso o que ele quer fazer é desvalorizar os profissionais que tanto trabalharam durante a pandemia de COVID19. Quer enganar a população com o atendimento primário de “porta aberta”, mas futuramente a empresa vencedora poderá alegar dificuldades e abandonar esse projeto. AO PRIVATIZAR O HOSPITAL REGIONAL JOÃO PENIDO (HRJP) o mesmo se transformará em mais uma empresa que visará o lucro em detrimento ao atendimento público de qualidade. 

Esse cenário é bem distinto do que criou o Sistema Único de Saúde (SUS) e seus princípios no ano de 1988, quando diversos setores da sociedade brasileira, inclusive os movimentos sociais, construíram a Constituição Federal e garantiram em constituição a saúde como direito universal e gratuito.

O objetivo por trás dessa privatização é garantir para um pequeno grupo de empresários a ampliação dos lucros à custa da população mais carente. Além de reduzir gastos (que para nós é investimentos) na saúde pública e na assistência.

O que a população não sabe é que o Governador Romeu Zema do PARTIDO NOVO repassará montantes de dinheiro para o setor privado para garantir o funcionamento dessas parcerias. Investimento que deveria ser repassado diretamente para o HOSPITAL REGIONAL JOÃO PENIDO (HRJP) e consequentemente para a população.

Diga NÃO À PRIVATIZAÇÃO DO HOSPITAL REGIONAL JOÃO PENIDO.

SOMOS FORTES, SOMOS CUT